O Laboratório de Biologia Estrutural e Engenharia de Proteínas desenvolve estudos funcionais e estruturais de proteínas de interesse biomédico e biotecnológico.

O Laboratório dispõe de moderna infraestrutura para desenvolvimento de sistemas de expressão, purificação de proteínas, ensaios funcionais bioquímicos e moleculares.

Além disso, conta com instalações e equipamentos para a caracterização de proteínas em solução (dicroísmo circular, fluorescência, DLS, termoforese em microescala) e determinação da estrutura tridimensional de proteínas por cristalografia.

A equipe do laboratório possui larga experiência em Biologia Molecular, Bioquímica de Proteínas, Biologia Estrutural e Cristalografia de Macromoléculas.

Este projeto inclui o desenvolvimento de sistemas de expressão para antígenos e anticorpos em escalas de laboratório e piloto, isolamento de anticorpos sintéticos para detecção de patógenos e marcadores moleculares de câncer, além da caracterização dos mecanismos de interação antígeno-anticorpo.

Responsáveis: Nilson Zanchin

Os ribossomos de tripanossomatídeos apresentam características estruturais únicas em relação aos demais eucariotos. Visando entender a origem destas diferenças, este projeto tem por objetivo investigar as ribonucleases envolvidas no processamento da molécula precursora do RNA ribossomal através de estudo estrutural por cristalografia, ensaios funcionais in vitro e caracterização fenotípica in vivo de mutantes de T. brucei gerados por RNA de interferência.

Responsáveis: Beatriz Guimarães e Nilson Zanchin

As proteínas modificadoras de cromatina são essenciais para diversos processos e têm um impacto direto na transcrição e no reparo e metabolismo de DNA. Este projeto tem como objetivo a caracterização e validação de enzimas modificadoras de histonas de Trypanosoma cruzi como alvos para desenvolvimento de novos inibidores contra este parasita.

Responsável: Gisele Pucchi e Nilson Zanchin

O número de componentes e as interações entre os fatores de tradução de parasitas Tripanossomatídeos apresentam algumas diferenças específicas importantes em relação aos seus hospedeiros. Este projeto visa caracterizar molecular e estruturalmente estas diferenças com o objetivo de desenvolver inibidores que possam atuar seletivamente sobre os fatores dos parasitas sem afetar o processo de síntese de proteínas das células dos hospedeiros. Este projeto é realizado em colaboração com o Laboratório de Regulação da Expressão Genica do ICC, com o Centro de Biologia Sintética Integrativa de Warwick (Reino Unido), o Centro Astbury de Biologia Molecular Estrutural da Universidade de Leeds (Reino Unido) e o Instituto Pasteur de Paris.

Responsáveis: Nilson Zanchin e Beatriz Guimarães

TOP