Vesículas extracelulares derivadas de células-tronco no tratamento de doenças

Alejandro Correa Dominguez Marco Augusto Stimamiglio Bruno Dallagiovanna



O grande interesse das células tronco adultas, incluindo as células-tronco mesenquimais e células progenitoras endoteliais na medicina regenerativa, reside na habilidade que essas células apresentam para induzir melhoras no tecido danificado. No entanto, sabe-se agora que apenas uma pequena fração das células transplantadas se integra e sobrevive no tecido lesionado. O mecanismo predominante através do qual as células-tronco adultas participam no reparo tecidual está relacionado com sua atividade parácrina. Recentes descobertas sugerem que as vesículas extracelulares - microvesículas/exossomos, liberadas pelas células-tronco adultas são importantes para a manutenção das funções fisiológica dessas células. Por transferir proteínas, lipídeos e várias formas de RNA às células vizinhas, acredita-se que o papel principal das vesículas extracelulares é mediar diversas respostas biológicas. O objetivo central desta linha de pesquisa é avaliar os efeitos das vesículas extracelulares liberadas por células-tronco adultas e células progenitoras endoteliais na melhora funcional do coração, rins e pulmões lesionados, além de realizar caracterizações moleculares das vesículas.



TOP