Cientista Mirim



Aproximar a ciência da vida das pessoas é um grande desafio, sobretudo no Brasil, onde há poucas iniciativas que promovem a cultura de valorização da ciência. É nesse cenário que foi desenvolvido o projeto Cientista Mirim, primeira grande ação de divulgação científica desenvolvida pelo Instituto Carlos Chagas (ICC). Com o objetivo de tornar a ciência conhecida e, ainda, estimular e identificar jovens com vocação científica, o projeto reuniu pesquisadores e funcionários voluntários do ICC, que se lançaram no desafio de ensinar e proporcionar vivências científicas a alunos do Ensino Médio.

Em 2015, coordenado pela pesquisadora Patrícia Shigunov, o projeto foi colocado em prática no Colégio Estadual Arlindo Carvalho de Amorim (Rua Desembargador Cid Campelo, n.o 6301 – CIC – Curitiba-PR), localizado em uma comunidade carente próxima ao ICC. A oportunidade de aproximar os alunos de cientistas, e vice-versa, possibilitou a integração entre a ciência e a comunidade e divulgou as pesquisas realizadas nas instalações da FIOCRUZ.

As vivências científicas ocorreram em sete encontros, em que os alunos puderam conhecer os pesquisadores e realizar diferentes experimentos, como cultura e observação de micro-organismos das mãos, extração de DNA de morango e cebola, osmose em batatas, fotossíntese, observação do núcleo das células, princípios de investigação e visita guiada ao ICC.

O projeto tem parceria com o Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica da UTFPR e será tema de dissertação da mestranda Milena Santiago dos Passos de Lima, orientada pelo prof. Nestor Cortez Saavedra Filho, que acompanhou o projeto e analisou o resultado da iniciativa de divulgação científica entre pesquisadores e alunos para a formulação de um material didático para a próxima etapa do Cientista Mirim.

TOP