A pesquisa científica é desenvolvida não apenas por ser interessante e fundamental para a evolução do país, como também por ser absolutamente necessária. As questões estudadas na Ciência surgem da demanda da sociedade, e para ela são direcionados os produtos resultantes desse conhecimento.

É importante que a população, cujas necessidades orientam as pesquisas, conheça o desenvolvimento e resultados das investigações realizadas. É na transposição desta linguagem que atuam as ações de extensão, divulgação científica e popularização da ciência.

O ICC pesquisa modos de comunicação e disseminação de conhecimento para o público não especializado, buscando os caminhos mais adequados para aproximar a sociedade do conhecimento científico e tecnológico produzidos, desenvolvendo, a partir disto, ações, programas e projetos com esta finalidade.

Responsável:
Maria das Graças Rojas Soto

Visita Guiada na Fiocruz Paraná - ICC

O instituto Carlos Chagas fornece visitas guiadas para grupos de pessoas. Agende sua visita pelo telefone:
(41)2104-3444

Palestras e eventos de divulgação científica

Confira aqui as palestras e eventos de divulgação que o ICC  já realizou. 

Blogs que os pesquisadores do ICC contribuem

Marco Stimamiglio
https://cientistasdescobriramque.com/

Projeto Cientista Mirim

Aproximar a ciência da vida das pessoas é um grande desafio, sobretudo no Brasil, onde há poucas iniciativas que promovem a cultura de valorização da ciência. É nesse cenário que foi desenvolvido o projeto Cientista Mirim, primeira grande ação de divulgação científica desenvolvida pelo Instituto Carlos Chagas (ICC). Com o objetivo de tornar a ciência mais popular e, ainda, estimular e identificar jovens com vocação científica, o projeto reuniu pesquisadores e funcionários voluntários do ICC, que se lançaram no desafio de ensinar e proporcionar vivências científicas a alunos do Ensino Médio.

Curso de atualização para professores

Em 2016, o ICC iniciou uma cooperação junto com a Secretaria Municipal de Educação de Curitiba para a realização de cursos de atualização para os professores de ciências do 6o ao 9o ano do ensino fundamental. Esses cursos de extensão contribuem para a atualização dos professores em temas que os pesquisadores do ICC apresentam expertise. Vários temas já foram abordados, como:  Células-tronco: últimas descobertas e aplicações, Viroses de importância médica e Protozoários de relevância para a saúde pública.

Células-tronco: últimas descobertas e aplicações

O curso “Células-tronco: últimas descobertas e aplicações” foi coordenado pela Dra Patrícia Shigunov e teve como objetivo principal propagar conhecimento científico e tecnológico relacionados as células-tronco. Os tópicos abordados no curso foram: Células-tronco embrionárias e células-tronco pluripotentes induzidas; Células-tronco adultas; Terapia celular e aplicações das células-tronco adultas; Biossegurança, ética e legislação; Comunicação das células-tronco e Células-tronco tumorais. Além disso, os professores tiveram a oportunidade de participar de uma aula prática de cultivo de células-tronco adultas e diferenciação celular e uma visita guiada ao Instituto Carlos Chagas.

Viroses de Importância Médica

Coordenado pela Dra Ana Luiza Pamplona Mosimann. O curso contou com a participação de 28 professores e o objetivo principal foi atualizar os professores na temática do curso aproximando o fazer ciência do ensinar ciência. Dessa forma foram abordados os seguintes temas: conceitos básicos em virologia humana, combate às infecções virais, dengue, febre amarela e chikungunya.

Protozoários de relevância para a Saúde Pública

No segundo semestre de 2017 foi oferecido o curso “Protozoários de relevância para a Saúde Pública” coordenado pela Dra Sheila Nardelli e Dra Fabíola Holetz. O curso teve como objetivo difundir o conhecimento científico e tecnológico sobre os protozoários, abordando aspectos que vão desde a biologia básica dos parasitas, até aspectos clínicos, medidas de controle e profilaxia das principais enfermidades por eles causadas. O curso abordou a biologia de diferentes protozoários: Trypanosoma sp, Toxoplasma sp, Plasmodium sp, Giardia sp, Leishmania sp e Trichomonas sp.

Olimpíada brasileira de saúde e meio ambiente (obsma)

Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente é um projeto educativo bienal promovido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas de todo o país. Dentre os principais objetivos da Obsma, destacam-se o reconhecimento do trabalho desenvolvido por professores e alunos nas escolas e a cooperação com a divulgação de ações governamentais criadas em prol da educação, da saúde e do meio ambiente (Fonte: http://www.olimpiada.fiocruz.br/node/28).”

 

Como parte da Regional Minas/Sul o Instituto Carlos Chagas (ICC/ Fiocruz Paraná) tem contribuído na divulgação regional da OBSMA e também colaborado nas oficinas pedagógicas, espaço de diálogo com os professores e escolas de todo o país, que abordam novas metodologias e abordagens pedagógicas que privilegiem a transversalidade e o diálogo entre a educação e os temas saúde e meio ambiente.  

Site OBSMA: http://www.olimpiada.fiocruz.br/

Parceria com o projeto Cientista na Escola
da Secretaria Municipal de Educação de Curitiba

Em 2016, a Secretaria Municipal de Educação de Curitiba desenvolveu o projeto “Cientista na Escola” com o objetivo de melhorar a divulgação científica no ambiente escolar e estimular meninos e meninas a abraçarem a prática do estudo, da experimentação e da descoberta. Vários pesquisadores do ICC aceitaram o desafio e por um dia deixaram seus laboratórios para falar sobre o mundo científico para crianças com idades entre 6 a 14 anos das escolas públicas de Curitiba. Confira algumas fotos dessas experiências:

TOP